TEMPO É DINHEIRO?

Se sua resposta for sim, será igual à de muitas pessoas. Se a resposta for não, muitos lhe perguntarão por quê? Então, vamos analisar algumas situações.

  • Podemos guardar dinheiro numa gaveta durante algum tempo e se fizermos isto um pouco a cada dia sem retirar nada, a quantidade guardada crescerá (Estamos dizendo que a quantidade será maior, já o valor, nem sempre).  Ah! Imagino como você gostaria de guardar em algum lugar escondido alguns minutos todos os dias para gastar quando você estivesse sufocado com a quantidade de compromissos.
  • Podemos aplicar dinheiro numa instituição financeira e negociar um resgata maior ao final, ou uma renda inclusive transferível aos nossos dependentes. Já o tempo é um recurso pessoal e intransferível. Não há como você deixar para a família como herança, nem distribuir aos mais necessitados e, nem tão pouco precisa ser declarado à receita federal.
  • Se o tempo fosse dinheiro, trabalharíamos meio expediente do primeiro dia de trabalho e nos aposentaríamos à tarde para termos muito tempo, e assim, pagaríamos nossas contas, viajaríamos muito e empréstimo consignado para aposentados seria um produto em declínio.

Tempo e dinheiro são coisas diferentes. Podemos gastar nosso tempo para ter mais dinheiro, mas mesmo com todo dinheiro do mundo ninguém compra um dia de 25 horas. Tempo e dinheiro são recursos que contribuem para o alcance de nossos objetivos. Entretanto, como sempre digo em cursos e palestras, desperdiçar tempo é mais grave, pois não há como recuperar, tempo perdido é perdido mesmo! A boa gestão do tempo contribui para o sucesso e conquistas maiores que apenas o dinheiro.

Quem troca o tempo apenas por dinheiro, pode um dia não ter recursos para viabilizar sua felicidade, naturalmente, seus sonhos pessoais, profissionais e familiares. Reflita e invista o seu tempo em coisas que durem mais que ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *